A dieta alcalina

alcalina

O que é a dieta alcalina?

A dieta alcalina baseia-se no princípio de que a doença surge quando não há um equilíbrio correcto do pH sanguíneo. O pH é uma escala usada para medir os valores de acidez  ou  basicidade (alcalinidade), sendo que soluções com um ph abaixo de 7 são consideradas ácidas, e com um ph superior a 7, alcalinas. O nosso sangue, em condições normais rondaria os 7,4, sendo, deste modo, considerado alcalino.

ph

“Nenhuma doença, incluindo o cancro, pode existir num ambiente alcalino” Otto Warburg

No entanto, o estilo de vida moderno, o stress e a má alimentação, a toxicidade e o uso de drogas, muito têm contribuído para um eminente desequilíbrio do ph no organismo, conduzindo a um ambiente de acidose e de alteração celular. É neste contexto que se acredita que a doença surja, e é aqui que a dieta alcalina vai actuar, promovendo um ambiente de alcalinidade através de uma correcta alimentação, corrigindo o excesso de acidez dos tecidos, o que pode prevenir ou regredir o cancro e outras doenças degenerativas e auto-imunes.

Como funciona?

Através de uma alimentação equilibrada, optando pelos alimentos alcalinos e rejeitando ou minimizando os alimentos ácidos de modo a obtermos um ambiente o mais alcalino possível.

Alimentos Alcalinos:

Legumes: acelga, espinafres, couve, endívias, repolho, alface, agrião, bróculos, couve pak choi, algas marinhas, mostarda verde, spirulina, cenoura, batatas, batata-doce, nabo, beterraba, inhame, couve-flor, beringela, aipo, pepino, cebola, alho-francês, rábano, cogumelos, abóbora, courgete, pimentão (amarelo, verde e vermelho), rebentos de soja, espargos, tomate, couve de bruxelas, feijão-verde, lentilhas, quiabo, ervas aromáticas: basílico, coentros, salsa, oregãos, cebolinho, estragão, sálvia.

Frutas: maioria das frutas: abacate, banana, maçã, frutos vermelhos, pêssego, alperce, pêra, morangos, melão, melancia, limão, lima, manga, nectarina, laranjas, figos frescos, ananás, tangerina, kiwi, coco, papaia, ruibarbo.

Frutos secos: Tâmaras, figos secos, passas de uva, amêndoas, avelãs, pinhão.

Sementes: Sementes de girassol, de chia, sésamo , papoila e chia.

Grãos: Quinoa, millet, amaranto, arroz selvagem.

Especiarias e temperos: todas as especiarias, incluindo a pimenta, canela, gengibre, alho e outras ervas, miso, sementes de mostarda, sal marinho e tamarindo.

Bebidas e outros: Sumos de fruta e legumes naturais, água mineral (o mais alcalina possível), cidra de maçã, vinagre de cidra (maçã), bicarbonato de sódio, stevia, agar-agar, chás de ervas, tofu (não frito), leite de coco e amêndoa, manteiga de amêndoa, smoothies.

Alimentos Ácidos (não-alcalinos)

Açúcar refinado e adoçantes artificiais: açúcar branco refinado, ketchup, mel (não puro), enchidos processados (fiambre), geleias de fruta, rebuçados, bolachas e doces refinados no geral, adoçantes, aspartamo.

Lacticínios: Leite de vaca, leite de cabra, leite de ovelha, queijo, natas, gelados, iogurte.

Carne, peixe e produtos de origem animal: carne, carnes processadas, peixe no geral e ovos. Dê preferência a carnes magras, como frango(sem pele) e peixe não tóxico (como o salmão de viveiro, atum, cavalas, etc).

Vegetais: milho, azeitonas

Frutas: Evitar: Banana verdes (não maduras) Consumir ocasionalmente: ameixas, damasco, romã.

Grão com glúten: Evitar: centeio, trigo, pão branco e massas no geral Consumir ocasionalmente: aveia (sem glutén), trigo sarraceno, arroz integral, arroz branco, leite de arroz.

Gordura animal e óleos refinados: Evitar: manteiga, natas, margarina, óleo de canola, óleo de milho, óleo de girassol Consumir com moderação: óleo de abacate, óleo de cânhamo, óleo de sésamo.

Frutos secos: Consumir com moderação: noz pecan, caju, pistachos, amendoins.

Álcool: Evitar vinho, cerveja, e bebidas espirituosas.

Cafeína: Evitar: chá preto, bebidas energéticas, café e outros estimulantes.

PhFoodChart-Custom

foto: site www.healthyfoodteam.com

 

Outras dicas para promover a alcalinidade:

  • Beber água com limão em jejum.
  • Se optar por consumir carne opte pelas magras
  • Consumir ovos, mas com moderação
  • Beber bastante água durante o dia (alcalina se possível)
  • Substituir o café por chá de ervas
  • Use sempre vinagre de cidra nos seus temperos
  • Escolher produtos orgânicos e biológicos sempre que possível

Nota:

Este texto é meramente informativo, consulte sempre o seu médico antes de iniciar uma dieta.

Receitas no site:

Pequenos-almoços

Banana e quinoa

Pudim de tapioca com granola e fruta fresca

Panquecas de ouro (linhaça)

Panquecas de coco

Ovos mexidos com abacate e laranja

Granola caseira

Sopas

Creme de abóbora

Creme de castanhas

Creme de bróculos e lentilhas

Creme de beterraba e lentilhas

Creme nutritivo de espinafres

Sopa de espinafres

Prato Principal e Acompanhamentos

Caril de couve flor, lentilhas e batata doce

Salada de rúcula, ameixa e melão

Salada de quinoa, feijão preto e laranja

Guisado de legumes com quinoa

Baba ganoush

Frango com gengibre e chuchu

Caril de frango e courgette

Couve bok-choi no forno

Sobremesas e snacks

Gelatina detox de laranja e sementes de chia

Crackers de farinha de coco

Pudim de cacau e chia

Bebidas/Smoothies

Smoothie vermelho

Smoothie de cenoura, manga e curcuma

Smoothie relax de baunilha e maracujá

Smoothie diurético de nêsperas

Smoothie de manga e mirtilos

Leite dourado

Fontes:

Chegar Novo a Velho – Drº Manuel Pinto Coelho

Alkaline Diet, a complete guide to Alkaline Food, Herbs&Lifestlye – Carmen Reeves

 

Partilhe com os seus amigos
Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterPin on Pinterest0

Adicionar Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *